Translate

sábado, 29 de novembro de 2014

Mais Educação diversifica atividades em escola no Morada Nova

Mais Educação diversifica atividades em escola no Morada Nova

Os alunos da Escola Municipal Freitas Azevedo tiveram um dia especial nesta sexta-feira (28) com a realização do Encontro Cultural, uma ação promovida pela Secretaria de Educação como atividade do Programa Mais Educação, mantido pelo governo federal. O evento serviu de intercâmbio cultural entre os estudantes da unidade escolar localizada no bairro Morada Nova. Entre as atividades foram realizadas exposições, mostras e oficinas de artesanato, capoeira, conversas literárias, lançamentos de livros, jogos de xadrez e apresentações circenses, de dança, musicais e da companhia de dança Expressão.
“O Mais Educação é um projeto que permite aos alunos um aprendizado interdisciplinar que engloba vários aspectos úteis para eles exercerem a cidadania”, disse o prefeito Gilmar Machado, que compareceu ao evento.
A proposta da Secretaria de Educação com o Mais Educação é dar visibilidade ao potencial artístico existente nas escolas municipais rurais do ensino fundamental. Desta forma valoriza-se nomes e obras que talvez estejam no anonimato. No caso da Escola Freitas Azevedo foi uma oportunidade para a estudante do 8º ano Nathália Modesto, de 15 anos, lançar o seu livro de desenhos produzidos com canetas esferográficas. Segundo ela, o lançamento da obra é a realização de um sonho. “Tenho vontade de ser estilista e assim poder ajudar minha mãe, para que ela não precise trabalhar tanto”, contou.
De acordo com coordenador do Mais Educação em Uberlândia, Alcides Mello, da Secretaria de Educação, o programa colabora para que os alunos ampliem suas visões de mundo e valoriza as diferentes manifestações culturais.
O Mais Educação é um programa do Ministério da Educação lançado em 2008 com a proposta de ampliar a jornada escolar e modernizar os currículos escolares. Em Uberlândia, o programa foi dinamizado em 2013 e as escolas participantes podem trabalhar atividades de acordo com seu projeto educativo. Podem ser promovidos acompanhamentos pedagógicos e ações nas áreas de meio ambiente, esporte, lazer e direitos em educação, além de cultura, artes, cultura digital, saúde, comunicação e mídias. Para o desenvolvimento dos trabalhos, o governo federal repassa recursos para manter monitores e para materiais de consumo e de apoio, além de instrumentos musicais e rádio escolar.