Translate

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Nota de Falecimento - Fab Melo

Siga-nos ...  Siga-nos ...  Siga-nos ...  Siga-nos ...   Domingo, 12 de Fevereiro de 2017
Nota de Falecimento - Fab Melo
Liga Nacional de Basquete lamenta profundamente a morte do pivô Fab Melo, que atuou na NBA e teve passagens pelo Paulistano, Liga Sorocabana e Brasília no NBB CAIXA.
A Liga Nacional de Basquete (LNB) lamenta profundamente a morte do atleta Fab Melo, de 26 anos, que faleceu neste sábado, em Juiz de Fora (MG), sua terra natal. Neste momento de dor e tristeza, desejamos nossos sentimentos a toda família e amigos desse gigante do basquete.

Fabrício Paulino de Melo se destacou ainda muito jovem no basquete brasileiro e, aos 16 anos, foi para os Estados Unidos, onde teve uma passagem brilhante pela tradicional Universidade de Syracuse. Seus 2,13m de altura e sua veracidade na defesa chamaram a atenção da NBA, quando em 2012 foi selecionado no Draft pelo Boston Celtics, na 22ª escolha.

Após algumas temporadas atuando na maior liga de basquete do mundo, com passagens pelo Boston Celtics, Memphis Grizzlies, Dallas Mavericks e algumas equipes da D-League, o pivô jogou em Porto Rico e, depois, voltou ao Brasil para jogar no NBB CAIXA.

Sua primeira equipe foi o Paulistano, em seguida, teve ótimo desempenho na Liga Sorocabana e, na atual temporada, jogou pelo UniCEUB/BRBCARD/Brasília, seu último time na carreira.

O velório de Fab Melo se iniciará neste domingo, às 13h, no Cemitério Municipal de Juiz de Fora. O sepultamento está previsto para esta segunda-feira as 8h da manhã.


Basquete brasileiro dá adeus a Fab Melo
A noite deste sábado foi repleta de homenagens ao gigante Fab Melo. Nas mídias sociais, companheiros de quadra, amigos e adversários prestaram uma série de homenagens pivô. Todos enfatizaram a alegria e a simplicidade do atleta.

"A Liga Sorocabana está em luto. O Fab sempre foi um cara correto, um menino de coração muito bom, de coração gigante. O basquete perde um grande talento", lamentou o técnico Rinaldo Rodrigues, da LSB/Uniso, equipe por onde Fab Melo fez uma excelente temporada no NBB CAIXA passado.

Guilherme Giovannoni, capitão do UniCEUB/BRBCARD/Brasília, última equipe do pivô no NBB CAIXA, também comentou sobre como Fab Melo era um atleta querido pelos companheiros.

"O Fab era um cara que sempre estava com o sorriso no rosto. Ele estava sempre de bom humor e tinha um coração enorme. Muito triste essa notícia", lamentou o jogador da Seleção Brasileira.

O supervisor do Franca Basquete, Lula Ferreira, relembra quando Fab Melo ainda era um garoto, na sua primeira convocação para a Seleção Brasileira, ao lado de nomes como Vitor Benite e Rafa Luz, para a disputa do Sul-Americano sub-15 em 2007. Foi neste ano que o pivô começou a despontar para o basquete mundial.

"O Cesar Guidetti (do Pinheiros) era o técnico e eu o assistente, e nós apostamos no Fab Melo, que era ainda meio cru, mas tinha um potencial enorme. Foi ali que ele começou a chamar a atenção. Sempre foi um garoto alegre. Realmente uma pena", afirmou Lula.