Translate

sábado, 18 de fevereiro de 2017

População em situação de rua é tema de debate em Uberlândia

População em situação de rua é tema de debate em Uberlândia
Reunião é agendada para discutir ações integradas entre o Município e outros órgãos parceiros

                    
Será realizada nesta segunda-feira (20), às 13 horas, na Sala de Reuniões da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (SEDESTH), localizada no 2º bloco, 3º piso, do Centro Administrativo, uma reunião para discutir ações no que se refere à população em situação de rua de Uberlândia. Foram convidados para participar desta reunião, representantes do Ministério Público, Polícias Militar e Civil, órgãos de proteção de direitos, Secretarias Municipais afins e entidades assistenciais.
O objetivo da reunião é traçar um plano e propor ações conjuntas, estabelecendo parcerias junto à rede pública e privada, no que tange à população em situação de rua. E para que essas ações sejam concretizadas, é necessário o apoio de toda a rede.
            Durante a reunião, será mostrado o perfil destas pessoas, quais são as áreas de maior concentração desta população, quais foram as ações já consolidadas por esta Secretaria  e apresentaremos propostas de um plano de reordenamento desse serviço.
A SEDEST instituiu a Diretoria de Proteção Social à População de Rua e Migrante, que é responsável por esse atendimento. A porta de entrada é o Centro de Referência à População de Rua que faz a triagem, presta orientações e encaminha para a Rede. Atualmente, o atendimento é na Praça da Bíblia, em frente à Rodoviária, no bairro Martins. 
Em 45 dias, mais de 600 pessoas foram atendidas pela Ronda Social, que conta com a parceria da Polícia Militar. Destes, 171 são migrantes, 80 pessoas em situação de rua. Também foram 356 pessoas que estiveram no Centro de Referência, com 58 passagens liberadas para migrantes, 20 pessoas foram encaminhadas para o mercado de trabalho, 20 para clínicas de tratamento para álcool e drogas e 47 pessoas foram abrigadas.
Para Iracema Barbosa Marques, Secretária Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação, “as nossas ações só terão sucesso se trabalharmos de forma integrada e contarmos com o apoio dos parceiros, para atender com respeito essas pessoas", disse.    

SECOM
(34) 3239-2883