Translate

sábado, 22 de abril de 2017

Limpeza de bueiros e bocas de lobo é reforçada

Limpeza de bueiros e bocas de lobo é reforçada
População deve contribuir fazendo o descarte correto de lixo e entulho

Um levantamento da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico aponta que cerca de 70% dos materiais encontrados em bueiros e bocas de lobo são provenientes do descarte incorreto de entulho e lixo. Diante dessa situação, a Prefeitura de Uberlândia tem reforçado os serviços do Mutirão Cidade Limpa neste segmento para evitar problemas quando o período intenso de chuvas retornar. Só nesta quinta-feira (19), mais de 100 bueiros e bocas de lobo estão sendo limpos por mais de 20 servidores municipais. Os trabalhos acontecem no bairro Morumbi e na próxima semana, as equipes estarão no Shopping Park para dar continuidade às atividades. A ação acontece sistematicamente em todas as regiões da cidade e será potencializada pelo Cidade Limpa.

 “A situação pode ser evitada com a contribuição de todos. Qualquer lixo jogado nas ruas ou em terrenos vagos é levado pela chuva e pelo vento e vai parar dentro dos bueiros, causando prejuízos para todos”, disse o assessor técnico de Serviços Urbanos, Mário Faria, da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico. Alia-se ao descarte incorreto em vias da cidade, o fato de Uberlândia ter cerca de 100 pontos considerados críticos, áreas utilizadas inadequadamente pela população para depósito de restos de materiais de construção, galhadas, garrafas pet, lixo e outros itens.

O assessor lembra que além das coletas seletiva e domiciliar (realizada em todos os bairros da cidade, três vezes por semana), a comunidade conta ainda com contêineres verdes (dispostos em determinadas avenidas) e com os treze Ecopontos, locais específicos para recebimento (1 m³ por dia para cada gerador) de resíduos de construção civil, podas de árvores, materiais inutilizáveis, recicláveis, óleo de cozinha e lâmpadas.

Problema chega às ETEs

Outro levantamento do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae), quanto à limpeza e desobstrução das Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs), revela que mensalmente são retiradas 125 toneladas de materiais de construção (areia e brita) e resíduos (garrafas pet e sacolas plásticas, dentre outros) das ETEs.

“As estações são projetadas para receber apenas o esgoto doméstico e a presença de resíduos como areia, sacolas plásticas, garrafas e óleo de cozinha, é prejudicial para o perfeito funcionamento do sistema”, afirma o gerente de tratamento de esgoto do Dmae, Marcelo Costa de Araújo.

Outros serviços

Aliado aos serviços mencionados pelo assessor técnico da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbanístico, há ainda o Cata-Treco, veículo que faz o recolhimento de objetos que as pessoas querem descartar e não são coletados pelos convencionais caminhões de lixo, como móveis e eletrodomésticos. O Cata-Treco pode ser solicitado pelo telefone 3239-2800, de segunda a sexta-feira, exceto feriados, das 7h às 19h.