Translate

sábado, 21 de janeiro de 2017

Operação tapa-buracos chega a 260 ruas em 50 bairros de Uberlândia

Operação tapa-buracos chega a 260 ruas em 50 bairros de Uberlândia
Dados compõem balanço preliminar elaborado pela Secretaria de Obras

 
                           Foto: Marco Crepaldi/SecomPMU

Idealizada neste início de ano para garantir a trafegabilidade das vias de Uberlândia, a operação-tapa buracos da Secretaria Municipal de Obras já alcançou, em 15 dias de trabalho, cerca de 260 ruas em 50 bairros distintos da cidade. Os dados constam em um balanço preliminar (em anexo) finalizado nesta semana pela pasta e que específica as intervenções de emergência realizadas entre o dia 1º de janeiro e o dia 15 deste mesmo mês.
 Dentre todos os bairros visitados, segundo o balanço, sete já tiveram todas as ruas e avenidas regularizadas durante o período. São eles os bairros Cidade Jardim, Nova Uberlândia, Morumbi, Dom Almir, Mansour, Luizote de Freitas e Minas Gerais.
Vias importantes da cidade, como as avenidas Getúlio Vargas e Monsenhor Eduardo, por exemplo, também tiveram toda a sua extensão recuperada. Dez equipes operacionais atuaram nos trabalhos que, em uma quinzena, necessitaram de 1.430,6 toneladas de massa asfáltica.
Os resultados da operação já refletem na percepção de bem-estar da população. O chaveiro Valtercides Luiz Rodrigues, por exemplo, mora no bairro Minas Gerais há 32 anos e disse ter se surpreendido com a celeridade da operação. “Tem muita coisa para fazer ainda, mas acredito que tudo vai mudar a partir de agora”, disse.
Em outra localidade, no bairro Cidade Jardim, a empresária Adriana Alves Ribeiro diz também ter notado a presença da operação nos últimos dias. “As vias estavam intrafegáveis e inseguras. Muitos carros estragaram devido aos buracos. A vinda da operação ainda no primeiro dia deste ano foi um alívio”, pontuou.
A operação emergencial e intensificada de tapa-buracos prossegue até o fim de fevereiro, prazo estipulado para que a atual gestão da secretaria consiga tornar todo o município novamente transitável, sobretudo, por onde circulam linhas de ônibus. Ao fim, a secretaria fará um mapeamento geral dos buracos. Essa fase será elaborada por técnicos da pasta, seguindouma análise de bairro a bairro. Ao fim dos trabalhos, em fevereiro, será possível tabular uma quantidade consolidada de aberturas e fissuras que foram novamente pavimentados em toda a cidade.

Fernando Boente
(34)3239-2883